TIC

Tecnologia da Informação e Comunicação

O Papel da Internet no Contexto Educacional do Brasil no Século XXI.

Autor: Sergio de Oliveira Trindade*

sotrindade@terra.com.br

*Pedagogo, Professor Especialista em Analisadores Industriais.

Este artigo pretende trazer uma visão geral do uso da internet para fins educacionais, o que ela representa na sociedade, as vantagens da internet, o seu papel na educação os desafios e mudanças de paradigma.

Os recursos tecnológicos na área educacional são muito variados, porém os mais populares atualmente estão associados à internet. É facilmente verificável um grande aumento do uso social dos recursos disponibilizados pela internet, nos últimos 10 anos. Os dispositivos de acesso atuais são variados como: desktop, notebook, celular, tablete e outros que ainda virão. Em vista das possibilidades de comunicação que a internet possibilita e ao grande aumento do seu uso, a sociedade também se modifica formando uma dependência de hábitos e usufruindo todas as possibilidades de uma comunicação interativa multimodal. Devido ao seu potencial democratizante de interatividade a internet traz novas possibilidades de aprendizado em grupo à distância, tornando realidade o antigo sonho de interatividade que a televisão trouxe no século XX, transcendendo a antiga definição de mídia, passando a ser uma ferramenta de múltiplas utilidades na sociedade.

O uso da internet pode ampliar as possibilidades de interações dentro e fora da sala de aula, extrapolando “os muros” da escola. A internet representa uma grande mudança que democratiza o acesso à informação, como por exemplo, com o uso de ferramentas de busca e acesso a conteúdo multimídia disponível de todo o mundo, em diversas línguas. Com a internet é possível o uso de objetos de aprendizagem para simular e facilitar situações reais de modo a estimular o aprendizado de determinado fenômeno ou máquina. Com a internet é possível multiplicar o processo educativo disponibilizando acesso remoto, à longas distâncias e custos inferiores ao ensino presencial. A instalação de laboratórios de informática na rede pública, com acesso em banda larga, a educação continuada dos professores e a incorporação efetiva desta nova proposta educacional nos planos de aula pode tornar real as promessas da internet na educação.

Pelas escolas observadas em estágios na rede pública municipal de Vitória-ES, no período de 2008 a 2010, os professores da rede pública passam por programas institucionais de letramento digital, várias escolas possuem laboratório de informática, com tutor de laboratório. O tutor do laboratório desenvolve parcerias com os professores para desenvolver atividades da disciplina no laboratório, contudo a adesão é pontual e depende muito do esforço empreendedor do tutor e da adesão do professor. De modo geral, pode-se afirmar que em 2011, essa modalidade de ensino ainda não está integrada no Projeto Político Pedagógico (PPP) da maioria das escolas no Brasil, isto é aquelas que têm um PPP real.

A inovação que a internet traz para a educação se inicia na mudança da mídia estática impressa para a mídia dinâmica virtual. Adquirindo domínio sobre esta ferramenta de comunicação e pilotando livremente pela enxurrada de conteúdo disponível, o aluno se descobre autônomo e o professor se torna um facilitador que conduz e motiva. Como dizia Paulo Freire: “Ninguém ensina nada a ninguém, o professor  deve agir como um facilitador do aluno”.

Conforme afirma Carlos Rodrigues do Café pontocom Leite, a grande maioria das escolas permaneceu na contramão da virada do século. Mantendo-se no clássico “Instrucionismo”, com a mera transmissão professor “sabe-tudo” para os alunos, em silencio, ouvindo, armazenando e decorando. A postura autoritária do professor se soma à pedagogia do terrorismo. O centro é o instrutor na comunicação unilateral de um para muitos.

Penso que o alcance efetivo dos benefícios do uso da internet na educação depende de questões como: priorização orçamentária nas redes municipais; investimento em infraestrutura (Hardware+Software+Humanware) nas escolas; critérios claros para implantação de laboratórios de informática, geração de projetos pedagógicos com internet e capacitação dos professores em TICs e em novas modalidades de ensino. No mundo das redes sociais de hoje, o importante é estar conectado, participar e gerar conteúdo.

A produção colaborativa em rede é uma nova possibilidade trazida pela Web2.0, que se assemelha a um mutirão da produção de conhecimento. A exploração da interatividade e da interdisciplinaridade abre os horizontes para uma comunicação em formato novo e múltiplo. Um exemplo disso esta na propostas “Wiki” para construção colaborativa do conhecimento. A metodologia Andragógica, com sua proposta sócio construtivista, vem a se integrar às novas propostas educacionais na internet, trazendo um novo paradigma na forma de adquirir e gerar conhecimento. Contudo, é preciso fugir do vício tecnológico, o mais importante não é a tecnologia em si, mas como vamos utilizá-la a favor da aprendizagem. Muita das vezes a falta do entrosamento da metodologia e tecnologia só acarretam no velho e conhecido sistema de professor detentor do conhecimento e aluno mero receptor.

Outros trabalhos do autor:
Instrumentação:
www.ianalitica.wordpress.com
Educação:
www.pedagovix.wordpress.com

.

2 respostas a TIC

  1. Pingback: Internet e Educação | Pedagovix

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s